Política de Qualidade

“Este texto aborda as práticas a serem adotadas pela empresa e tem por objetivo estabelecer as normas, os princípios e as responsabilidades para que todos os envolvidos, direta ou indiretamente, nos processos estejam cientes e comprometidos com a qualidade e segurança dos alimentos e participem em assegurar que os mesmos cheguem aos clientes/ fornecedores, e permaneçam ao longo de sua vida útil, em perfeitas condições e isentos de qualquer tipo de contaminação e atendam os padrões legais vigentes.”

É absolutamente prioritário para todos os funcionários e prestadores de serviço da Biscoitos Porto Alegre, como co-responsáveis, estarem comprometidos com a intenção de que nossos processos e produtos sejam feitos com qualidade e isentos de qualquer tipo de contaminação e respeitando o meio ambiente.

Para nós, o conceito “Qualidade Total” significa mais do que a simples utilização de metodologias, técnicas, sistemas ou ferramentas; é de fato a filosofia da organização, expressa através de ações da diretoria e gerência, com a participação de todos os colaboradores e aplicada em todas as etapas do processo. Buscaremos vantagens competitivas tendo como armas estratégicas: a qualidade, o respeito pelo consumidor e o envolvimento de todos os colaboradores.

Princípios Envolvidos:

· Preocupação com a satisfação do cliente.
· Conceito de aperfeiçoamento contínuo
· Envolvimento e participação de todos os colaboradores.
· Valorização e respeito ao indivíduo.
Os Sistemas de Gestão da Qualidade fornecem os instrumentos necessários para assegurar que as atividades da empresa sejam acompanhadas e verificadas de uma maneira planejada, sistemática e documentada em atendimento aos requisitos legais.

Deste modo, implementar e utilizar os Sistemas de Gestão da Qualidade significa em síntese cumprir requisitos e normas aplicáveis às atividades especificas da organização.

Entendemos que o foco de nossa Política da Qualidade difere, em partes, do conceito tradicional (baseado no Controle da Qualidade do Produto) e se torna mais abrangente, pois concentramo-nos no Controle de Gestão e Melhoria de Processos. Assim, pensamos não mais somente na qualidade de um produto ou serviço em particular, mas na qualidade dos processos, abrangendo tudo o que ocorre na organização.

A Alta Administração e Diretoria da empresa têm a responsabilidade de fornecer condições e recursos materiais, estruturais, financeiros e humanos para que se cumpram esses objetivos e metas. Estão integralmente comprometidos com a Política da Qualidade asseguram que esta seja definida, documentada, comunicada, implementada e mantida. Além disto, designa um representante da administração para coordenar e controlar o sistema da qualidade.

O Sistema da qualidade: deve ser documentado na forma de um manual e implementado efetivamente.

Análise crítica de contratos: por ocasião das definições de responsabilidades existentes entre nós, como fornecedores e os clientes, os requisitos contratuais devem estar completos e bem definidos. A empresa deve assegurar que estejam disponíveis todos os recursos necessários para atender às exigências contratuais.

Controle de documentos: A empresa cria e implementa procedimentos para controlar a geração, distribuição, mudança e revisão em todos os documentos.

Aquisição: deve-se garantir que as matérias-primas adquiridas atendam às exigências especificadas por legislação e clientes. Deve haver procedimentos para a avaliação de fornecedores.

Melhoria na Saúde ocupacional e segurança das pessoas. Para o benefício dos colaboradores nos preocupamos continuamente com a prevenção de acidentes e condições de trabalho, objetivando reduzir as possíveis conseqüências adversas na saúde e segurança das pessoas.

Produtos fornecidos pelo cliente: deve-se assegurar que estes produtos sejam adequados ao uso.

Identificação e rastreabilidade do produto: requer a identificação do produto por item, série ou lote durante todos os estágios da produção, entrega e consumo.

Controle de processos: requer que todas as fases de processamento de um produto sejam controladas, documentadas e registradas.

Inspeção e ensaios: requer que as matérias-primas sejam inspecionadas antes de sua utilização e produtos acabados sejam analisados com periodicidade pré-estabelecida, considerando atender as legislações e portarias vigentes.

Equipamentos de inspeção, medição e ensaios: requer procedimentos para a calibração/aferição, controle e manutenção dos equipamentos da unidade fabril.

Situação da inspeção e ensaios: documentar o sistema de inspeção/ aprovação do produto.

Controle de produto não – conforme: requer procedimentos para assegurar que se houver alguma não – conformidade, o produto não conforme aos requisitos especificados seja impedido de ser utilizado inadvertidamente ou liberado para consumo.

Ação corretiva e preventiva: exige a investigação e análise das causas das não-conformidades, adoção de medidas para corrigir as mesmas e prevenção da reincidência destas não-conformidades.

Manuseio, armazenamento, embalagem e expedição: requer a existência e adesão aos procedimentos pré-estabelecidos para manuseio, armazenamento, embalagem e expedição dos produtos.

Diretrizes do Sistema de Qualidade:

Registros da qualidade e processos: devem ser mantidos registros de todas as atividades fundamentais do processo de produção. Estes registros devem ser devidamente arquivados e protegidos contra danos e extravios.

Auditorias internas da qualidade e análise crítica do sistema de gestão de qualidade e APPCC são realizados periodicamente e fazem parte do sistema de avaliação do programa da qualidade e do processo de fabricação.

Os Treinamentos planejados em cronograma são realizados com periodicidade nunca menor que anual, ou feitos de acordo com as necessidades específicas da organização e dos colaboradores; o mesmo se faz a cada ato de contratação, recrutamento e (ou) mudança de função objetivando manter, atualizar e ampliar os conhecimentos e as habilidades dos colaboradores.

Guiamos nossos procedimentos e práticas visando atender os requisitos de respeito ao Meio-Ambiente, quando aplicáveis ao processo.

O Departamento de Qualidade realiza a supervisão do Sistema de Gestão da Qualidade sob a coordenação da Alta Administração

O Departamento de Qualidade responde pelo Controle de Documentos e a organização do “Master” de Documentos, assegurando que todos os documentos e registros da Qualidade e Processos em circulação tenham responsáveis por sua elaboração, aprovação e revisão atualizada. Supervisiona e gere o Sistema APPCC- Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle e o Programa GMP, entre outras ferramentas de controle de qualidade e processo implementadas. O Departamento de Qualidade tomará a dianteira na busca dos recursos necessários para a manutenção dos programas, junto à Alta Administração.